Escravos do Mundo Livre

Esteta ou Asceta? Nada disso, no fundo: Divagações de um pateta...

quarta-feira, 29 de novembro de 2006

O Feminino

Sempre tenho muitas idéias, mas de certa forma já estou condicionado a só escrevê-las se houver um computador por perto. Desde a minha quase morte na semana retrasada até hoje, aconteceram muitas coisas, e até nos meus delírios febris eu pensava em textos completos, artigos e crônicas, tudo editado e bonitinho (isso devia ser um dos delírios). Mas como não havia nenhum PC por perto, muito se perdeu.
Tentarei agora, num exercício de memória, recuperar alguns fragmentos.

Uma das coisas legais(!?) que ocorreram durante minha convalescença na segunda passada, foi uma experiência do Feminino que eu nunca havia experimentado.
Todos já tiveram sensações dessa "entidade" tão canonizada nos ultimos 100 anos, que é o Feminino. Seja numa sensação ao ter compaixão, seja nas lagrimas durante um filme, seja no contato direto com uma mulher e sua delicadesa grandiosa, seja num cozinhar prazeroso e sincero (olha o machismo), ou quando sobrevêm algo que nao sabemos por quê, mas definimos como uma manifestaçao do feminino.

Então meu povo! Durante uns cinco segundos, na tarde de segunda eu me senti uma verdadeira mulher. Foi assim:
Quando meu xará e colega de república saiu do banheiro e logo em seguida eu entrei, pois ia escovar os dentes e fazer um xixizinho para ir pra aula, qual nao foi minha surpresa ao olhar o acento da privada!?!?!? Estava lá, brilhando como ouro, uns respingos amarelados. Sim, era urina, justamente onde os bumbuns repousam para fazer cocô...
Pra não perder o flagrante, fui atrás dele e disse a célebre frase: Será que quando você for fazer xixi, dava por favor pra levantar a tampa da privada? Me senti uma mulher ao dizer isso! Talvez nem tanto pela frase em si, mas principalmente por que eu nunca havia dito isso pra ninguém, pelo contrário, já escutei bastante quando era criança, por isso aprendi. Como minha família sempre foi minha mãe e eu, nunca tinha proferido essas palavras e o seu ineditismo me transformou em uma mulher por 5 longos segundos!!!


Inspirado no no filme Alta Fidelidade, aí vao minhas listinhas:

Tô numa fase Bidê ou Balde (que coincidência com o post acima hein!?!). Tenho escutado direto, seu pop simplíssimo me faz sorrir sempre, e de quebra me lembro da Rapha!

1- Bidê ou Balde
2- Ed Motta (Cismei com Doce Ilusão, entre muitas outras)
3- Imago Mortis
4- Céu (Apaixonante)
5- Eu sou neguinha (com a Vanessa da Matta- grudou na cabeça!)

Inventos pra semana:
Máquina de Teletransporte - Pra aparecer na frente da Rapha, dizer, fazer e pensar tudo quanto possível e matar uma estranha saudade! Pra aparecer no RU, almoçar e reaparecer em casa, sem perder tempo!
Banheiro-que-se-limpa-Constante e Automaticamente - pra homens que moram em repúblicas!

0 Comments:

Postar um comentário

A verdade dói, mas quem sabe eu ñ sou masoquista? Diz aí:

Links to this post:

Criar um link

<< Home