Escravos do Mundo Livre

Esteta ou Asceta? Nada disso, no fundo: Divagações de um pateta...

sábado, 3 de janeiro de 2009

O caroço

Apareceu um caroço no meu olho. E não estava nas bordas das pálpebras, perto dos cílios. Estava no olho mesmo, mais precisamente na minha íris. Era incolor e toda tarde coçava. Será que apareceu porque eu tinha visto muita coisa? Ou será que via tão pouco que ele surgiu pra eu voltar a ver? Ou eu não via nada, o caroço que via por mim? Não sei, nunca entendi.
Quando coçava, não dava descanso. A não ser aquela vez que te vi na janelinha. E então? Será que ele era o desejo de te ver? Ou apareceu quando te conheci? Tinha pesquisado todo o rol de doenças oftalmológicas. Tinha passado pomadas e me benzido. E nada! A única solução tinha sido mesmo a janelinha com você dentro, dizendo doçuras disfarçadas pra mim.
Um belo dia, sensação estranha: parou de coçar. No outro, desapareceu. No seguinte... nunca mais te vi!

3 Comments:

At domingo, janeiro 04, 2009, Blogger Mel said...

obrigada por pensar que sou afiada!ahuahuahua
=D
gosto muito dos textos que você "transcreve".
nunca soube, na verdade, se você transcreve, descreve ou escreve. whatever. te admiro mesmo assim.hauhauahuah
bjoooos!

 
At domingo, janeiro 04, 2009, Blogger Psychoze said...

É melhor ir num oftalmologista... pode ser câncer!

 
At terça-feira, janeiro 06, 2009, Blogger Vinícius Mendes said...

Obrigado pelo comentário, embora nao o tenha levado a sério, saber que voce leu já me deixou satisfeito.
Um abraço.
Vou dar uma olhada no seu blog que estava escondido a muito tempo de nós.

vinicius

 

Postar um comentário

A verdade dói, mas quem sabe eu ñ sou masoquista? Diz aí:

Links to this post:

Criar um link

<< Home