Escravos do Mundo Livre

Esteta ou Asceta? Nada disso, no fundo: Divagações de um pateta...

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Apostrofando-se



22:24

J.G. Rosa me persegue por esses dias! Ontem, foi a re-Descoberta de Travessia, a canção de M. Nascimento e F. Brant. Este último me disse que a última palavra do Grande Sertão é Travessia. Daí o nome da canção. Isso já me encheu de um sentimento estranho o peito.
Estava lendo agorinha o Ribamar de J. Castello, mas com Desenredo de D. Caymmi e P.C. Pinheiro na cabeça, doido pra ouvir novamente essa canção redescoberta nessa última semana.
No livro de Castello acabei de, com espanto, sublimar: “Enigma que, aqui, não tenho a intenção de decifrar, mas só de percorrer. Sim, porque este livro é uma TRAVESSIA. Não escrevo sobre você. Eu escrevo através de você.” Opa! O ontem está se repetindo?! O sentimento estranho volta aqui dentro. Que coincidência tinhosa, rapaz! A mesma palavra proferida ontem à noite, a mesma palavra que encerra um dos melhores livros jamais escritos por qualquer ser humano. A mesma canção...
E agora re-escutando o Desenredo volto ao G. Rosa. Acabo de descobrir que é um conto seu, vou ler agora.

Li. Que mundo é esse? Não posso escrever sequer mais uma...

0 Comments:

Postar um comentário

A verdade dói, mas quem sabe eu ñ sou masoquista? Diz aí:

Links to this post:

Criar um link

<< Home