Escravos do Mundo Livre

Esteta ou Asceta? Nada disso, no fundo: Divagações de um pateta...

sábado, 5 de abril de 2014

Detona Ralph, detona Giannetti e detona Turma do Funil!!!

Transcreverei abaixo uma de minhas inúmeras trocas de cartas virtuais. Certamente os biógrafos que devassam minha conturbadíssima vida terão nos agora obsoletos ICQ, MSN, Orkut e Facebook uma caudalosa fonte de informaçoes e pensamentos vivos do passado remoto.

Felipe Ribeiro - 21/3/2014 17:29

Nao li esse nao!
Li um do Chesterton
esse nao
taí?


Caramujo Sonolento - 22/3/2014 00:44

agora tô
fui tirar um cochilo 18h e pouco, e acabei só acordando agora
hmm, o chesterton eu lembro
o terceiro tira devo ter emprestado na época só pro patrick
aliás, ele levou prá bh e ainda tá com ele
acho q ele ainda nem leu


Felipe Ribeiro - 3/4/2014 16:30

diz pra mim, qual foi o episodio que mais te impactou nessa temporada?


Caramujo Sonolento 3/4/2014 23:57

na quarta ? cara, posso falar ? vc já assistiu tudo tb ? não fazer spoiler e estragar a surpresa prá vc
quase estraguei a surpresa do galactica lá na sua casa. Aliás quase estraguei não, vc que estragou, vc adivinhou o final, rs.
mas vamos lá
o episódio q mais me impactou, acho q foram dois, na verdade
um foi aquele da menina, q matou o bebê. Me impactou mais por ela ter matado o bebê do q por ela ter sido sacrificada. Mas isso me impactou tb


Caramujo Sonolento - 4/4/2014 00:03

outro foi o do rick com o filho lá na casa q eles estão escondidos. Foi uma cena forte, do garoto achando q o pai tinha virado zumbi, e mesmo com raiva e tal, pq tinham brigado, na hora da verdade ali, o amor aparece e ele não consegue atirar no pai, e chorando aceita ser canibalizado, prefere isso a atirar

uma cena bonita, curta, mas q achei legal, foi a michone, depois de ter feito amizade com o pessoal na terceira temporada, não aguenta mais ficar sozinha, e achei bonito quando ela vê o rick e o filho dentro da casa pela janela, e ao ver q os encontrou e q não vai ficar sozinha, desata a chorar

o gabriel tb tá vendo a série. Tá adorando. Ficou até sem dormir um dia, tanto pela fissura de ver mais episódio e esperando baixar, como tb pelo impacto da série, q fez ele ficar com a cabeça girando de questões e pensamentos
o zé tb já viu tudo até agora
a série é foda, muito boa
aliás, eu havia assistido a primeira temporada e começo da segunda, mas nos episódios q eles tavam procurando a menininha na floresta acabei me desinteressando
foi vc e os comentários q vc fez lá em andrelândia q me instigaram a voltar a assistir a série
ainda bem, pq é muito boa !


Felipe Ribeiro - 4/4/2014 16:24

de nada! rs
Assino embaixo! Ótimos trechos q vc selecionou.
Eu apontaria em ordem cronológica na quarta temporada:
O episodio Live Bait, todo dedicado ao Governador e sua tentativa de voltar a ser uma pessoa "normal"... achei uma atuação excelente dele, repare na voz dele, nas poucas falas do inicio e depois quando ele decide partir com as tres... É poético ver a pessoa lutar contra o que é, mesmo sabendo que nao vai vencer! rs no proximo episodio, ele já volta a ser ele mesmo. Que é o q faz de melhor!! rs


Felipe Ribeiro - 4/4/2014 16:38

O outro é o 14, The Grove. Primoroso! O melhor dessa temporada pra mim. Intensidade dramática em praticamente todas as cenas! E o final, os dois, no escuro, qdo Carol revela que ela matou a namorada do Tyreese. Ele sua, ele treme, parece que tem um monstro dentro dele que, ao contrario do governador, consegue dominar. Atuaçao soberba de ambos.

A série é um deleite visual e emocional. Levanta muitas questões acerca de liberdade, escolhas, suicidio, sistemas de governo(como até no caos total o ser humano sempre cria sistemas, elege líderes, etc), e principalmente a desumanização do homem, coroada com a mordida de Rick no cara lá. Nós nos tornamos, ou já somos de antemão, o mal que combatemos... Quem passa a série inteira combatendo mordedores, teoricamente nao poderia morder em ninguém! rsrs
Eu só conseguia dizer: PQP! Caralho, olha o que ele fez! rsrs Humanos e suas humanidades... rsrs


Caramujo Sonolento - 4/4/2014 19:06

É, esqueci de citar o Governador, personagem magnífico, tanto na terceira como na quarta temporada. Bem observado, a luta q ele trava contra sua própria natureza...até ele voltar a ser ele mesmo, fazendo oq faz de melhor, rsrs
Esse ator q fez o governador só vi ele em outro lugar, o filme Instinto Selvagem 2, ele faz o psicólogo, tb numa atuação muito boa ! Mas como o Governador, acho q foi o melhor papel q ele já fez.
A série é mesmo muito bem feita, muito bem produzida, visualmente, as atuações, as questões q levanta, a história...

O episódio The Grove tb foi primoroso, essa cena do Tyreese e da Carol no escuro realmente foi silenciosa e intensa !
Só não tô lembrado dessa q o morde o cara, que cena é essa ?

Pois é, eu tb fiquei nessa de "PQP !" e  "como pode isso ? será q haveria outra maneira melhor, outra escolha ?", é muito impressionante a série. Deixa a gente tonto. A série tb fez um efeito assim no Gabriel e no Zé. O Gabriel teve um dia q nem dormiu, rs. Eu admito, q passei uma noite meio com mal estar tb, rsrs. Essa série ficou foda !


Felipe Ribeiro - 4/4/2014 19:40

vc viu o ultimo episodio?
a coisa q me deu mal estar parecido, ou até maior foi O Lutador/The Wrestler e de forma diferente também o Triangle!
Obras assim sao veneráveis! rs


Caramujo Sonolento - 03:33 - Hoje

o episódio 16 ? ainda não, perdi quando passou terça agora, vou tô baixando
é, Lutador/The Wrestler e o Triangle tb são filmes q mexem com a gente, impossível ficar indiferente
rs, tb acho, são veneráveis ! Obras q são inesquecíveis

Terminada a quarta temporada de WD, terminado hoje, ao fim da manhã, o também memorável Valor do Amanhã! Desse excelente trabalho cito mais um trecho, cuja preguiça em transcrever me fez fazer isso:




Anteontem fiz a segunda e última parte da (mundialmente famosa aqui em casa) marchinha A Turma do Funil, versão Pai Felipe e Baby Tom:

       Dm      A7          Dm
Chegou na casa do papai
                    C7
todo mundo brinca
                                    F
mas ninguém dorme no ponto
      A7                             Dm
Ai, ai, ninguém dorme no ponto
                       A7
Nós é que brincamos,
                        Dm
eles que ficam zonzos

                    A7            Dm                  
Com meu papai eu sou arisco
         A7                                    D7
e sublimar é mais que um compromisso/petisco
  Gm                    
aonde houver tristeza
            Dm                
que eu leve o meu cantil/
     A7                                Dm
matando a sede do nosso brasil


Vivamos e cantemos! Pois a morte espreita à todos nós. Salve as amizades e os papos inúteis que nos vivificam, salve minha pequena família que me leva tal qual barco, meu abismo, meu abrigo... salve as séries, os livros, a Música, os juros compostos, a propriedade privada, o desapego material, os índios e sua vida frugal, etc...
Quarta vi Detona Ralph (chorei muito no fim), ótimo filminho manjado pra crianças e adultos fragilizados emocionalmente. Quinta saímos com o pessoal pro bar do New, onde mais uma vez, tudo velho e igual. O Antônio ficou dormindo no carro, qdo a rapha foi pega-lo, ele estava chorando, tinha acordado sozinho e certamente sofreu com nossa ausência (culpa minha). Ela chorou muito ontem por causa disso e da inquisição Flaviariana. Ontem, tarde da noite vi o Círculo de Fogo - Enemy at the Gates de Jean-Jacques Annaud. Bem meia boca... Almoçamos no restaurante ao lado do posto - Clebinho. Agora a tarde o que farei?

0 Comments:

Postar um comentário

A verdade dói, mas quem sabe eu ñ sou masoquista? Diz aí:

Links to this post:

Criar um link

<< Home